23 de jun de 2011

Filmes de meninas... Ou não...


Filmes de menininhas ou não?
Acho que não é certo colocar um gênero desse tipo para nenhum filme, sendo que o mundo hoje em dia não é mais como antigamente. As coisas evoluíram, umas para ruim, outras para boas.
Os 3 filmes em questão são muito do meu gosto, talvez porque todos são ambientados em escolas e falem histórias de meninas um pouco que patricinhas, coisa que eu não sou, ou espero que não. rsrs

Clueless ou As Patricinhas de Beverly Hills, como foi chamado no Brasil, é um filme de 1995 - ano em que eu completaria 3 aninhos de vida - e por mais que possa parecer antigo ai to velha, é legal por mostrar problemas constantemente presentes na vida dos jovens. Talvez a insegurança fosse o pior defeito da personagem principal Cher Horowitz vivida pela Alicia Silverstone. Não que isso fique claro no filme, porque ela realmente parece ter muita confiança, mas depois de assistir ao filme 3 vezes você começa a perceber sentidos diferentes em tudo. Como no caso Tai Fraiser vivida pela Brittany Murphy, que faleceu em 2009. No filme a Cher tenta mudar a Tai, e isso me deu uma lição... Eu posso mudar por fora, quantas vezes eu quiser, mas isso nunca mudará quem eu sou por dentro. Então me sobra a Dionne Davenport vivida pela Stacey Dash... Bem ela é simplesmente apaixonada demais, mas quem não é ou já foi? Pois será ao menos por uma vez...

Mean Girls (2004), Meninas Malvadas no Brasil. Dentre os 3 filmes, esse é o mais fútil e superficial, mas nem por isso não é bom... Contando com a presença marcante da atriz Lindsay Lohan no papel de Cady Heron, uma jovem de 17 anos que viveu durante toda a sua vida na Africa com os pais que são zoólogos, eles se mudam para Chicago-EUA então a história começa. Assisti a esse filme 2 vezes e francamente não entendo muitas coisas nele, talvez seja a forma com que fui criada que faça eu pensar em supérfluo para a maioria das coisas que os personagens fazem. Contudo há o fato da história da protagonista que não se adequada comigo, mas que me pondo no lugar dela sinto um pouco de compaixão. Não importa quantas vezes veja um filme, sempre a um novo sentido, dependendo do seu estado de espirito momentâneo. 
Easy A, A Mentira -2010. O mais atual dos 3 filmes, conta as mentiras de Olive Penderghast vivida pela atriz Emma Stone. Quando fui assistir a esse filme achei que ela mentiria para se tornar popular, mas admito ter me enganado muitíssimo sobre o assunto, ela mente uma mentirinha simples para uma amiga, mas todos sabemos que paredes tem ouvidos, e o boato se espalha rapidamente, ela tenta desmentir, mas cada vez se torna mais complicado. Ao decorrer do filme Olive me parece cada vez mais altruísta, o que é raro. O filme mostra duvidas, incertezas e medos não só de adolescente como de adultos também. E o que mais me chocou no filme nem foram as mentiras, muito menos o comportamento dos pais da Olive, e sim a psicologa da escola que apresenta um comportamento decadente. O filme conta também com os atores Penn Badgley, de Gossip Girl, Amanda Bynes e Cam Gigandet, o James de Crepúsculo.

Agora resta a cada um tirar suas conclusões... Mas de fato nada será igual. Não há melhor forma de se aprender sobre a vida que analisar comportamentos, e para isso é bom ler, mas para os que não tem paciência, serve um bom filme.

Um comentário:

  1. Concordo com você! Por mais fúteis que pareção, todos filmes -ou quase todos- tem algo pra ensinar a gente. Não podemos considerar esses filmes como "para garotas", por que há muito mais que coisas de garotas nele pra aprender. Acredito que nada seja em vão, tudo tem um bom motivo pra acontecer. Como por exemplo esse seu post, me serviu para aprender a apreciar melhor um filme. (:

    ResponderExcluir