6 de out de 2011

Para seus sonhos




eu estive sufocando dentro dessas paredes de papel
escrevendo meus pensamentos, tormentos ao léu
como selvagens leõs enjaulados em busca de sangue
tenho veneno na lingua, tem gosto de você...

Aguá salgada escorre dos meus olhos, chame-me
Hipinotizada pelo horror da realidade, livre-me
Tem todas essas pessoas que você persegue
Pensam ser real, mas o que real é?

Esses buracos no meio do nada
A minha memoria lapidada
O dia foi longo

Eu estive aqui, alguém me viu?
Essa mentira realmente existiu?
A vida foi curta

por Emanuelle Nicoly ;D

Nenhum comentário:

Postar um comentário